Método Kanban: Como a metodologia japonesa pode ajudar nas vendas

Você conhece o método Kanban? Essa metodologia japonesa é ótima para organizar a demanda do dia a dia, com foco e produtividade. Com ela, você pode gerenciar melhor o fluxo de atendimento aos clientes e outras atividades burocráticas de vendas. 

Saiba mais o que é esse método e quais os seus princípios para colocá-lo em prática. No final do artigo, também conheça uma nova forma de vender planos de saúde.

 

O que é o método Kanban

O método Kanban é um sistema de organização do trabalho, desenvolvido pelo engenheiro da Microsoft, David J. Anderson. Ele surgiu com o objetivo de gerenciar o abastecimento e fluxo de materiais das linhas de produção.

Através do uso de cartões coloridos, é possível acompanhar o processo de trabalho de uma maneira bastante visual. Além disso, ele também ajuda a evitar desperdícios ou atrasos.

Traduzido do japonês como “cartão” ou sinal, o Kanban foi idealizado pela Toyota na década de 1960 e foi gradualmente adaptado para gerenciar outros fluxos de trabalho. Os cartões representam as tarefas que você precisa fazer que podem estar em diversas etapas de realização, como: 

  • Entrada;
  • Em execução;
  • Revisão;
  • Pronto.

O sistema de cartões tem uma série de princípios básicos. Eles foram desenvolvidos para evitar dois grandes problemas das empresas: a procrastinação e a falta de organização. Por isso, é cada vez mais utilizado no Brasil e no mundo.

Método kanban na pratica

Princípios do Kanban

As principais características do Kanban são a sua simplicidade e escalabilidade. Dessa forma, qualquer profissional de vendas pode aproveitar as vantagens que esse método oferece. Veja abaixo quais são seus principais princípios:

 

1 – Trabalhar com base no seu fluxo de trabalho

Não existe uma forma concreta de executar o método Kanban. Por isso, se você já tem um processo de trabalho determinado, é possível adaptá-lo ao novo sistema sem fazer mudanças radicais desde o início.

2 – Adotar mudanças evolucionárias e exponenciais

O Kanban foi desenvolvido para evitar problemas com o fluxo de trabalho atual. Como as mudanças radicais não são aconselhadas, pois podem fazer com que você perca o sentido do que faz, o ideal é fazer pequenas alterações de maneira gradual.

3 – Respeitar os processos atuais

Respeitar os processos atuais e reconhecer que o modelo atual de trabalho pode oferecer vantagens é outro princípio do método Kanban. Por isso, ele reconhece os pontos fortes do sistema e oferece ferramentas para melhorá-los aos poucos.

4 – Estimular a liderança em todos os níveis

A definição de liderança mudou muito nos últimos anos e a aplicação do Kanban é uma excelente forma de estimular esse aspecto em todos os níveis. Através dele, é possível fazer com que todos os membros da sua equipe tenham a ideia de que podem melhorar seu trabalho, realizando as tarefas melhor e mais rápido.

5 – Visualizar o Workflow

Para aplicar o método kanban é fundamental visualizar o fluxo de trabalho que você tem pela frente. Afinal, ao saber tudo que precisa fazer, poderá definir as atividades e acelerar sua realização. A melhor maneira de ver seu Workflow é através da utilização de cartões e colunas que o representem.

6 – Limitar o trabalho em andamento

Outro princípio do Kanban é limitar o trabalho em andamento o máximo possível. A ideia aqui é reduzir a quantidade de tarefas que são realizadas pela sua equipe em cada etapa, aplicando um sistema de “troca de faixa”. Assim, quando um novo trabalho surgir, ele será encaminhado para a próxima fase quando houver disponibilidade.

7 – Gerenciar o ciclo de trabalho e avaliar

Após finalizar o primeiro ciclo do método Kanban é preciso avaliar a sua aplicação e fazer os ajustes necessários. Para isso, basta responder às seguintes perguntas:

  • O processo de trabalho está fluindo bem?
  • Existe algum ponto que poderia ser melhorado?
  • Alguma mudança prejudicou o fluxo de trabalho?

8 – Explicar as políticas do processo

Todos os membros da equipe devem conhecer a fundo o novo fluxo de trabalho e entendendo. Por isso, se um colaborador não entender alguma etapa por ela ser muito complexa, o ideal é explicar novamente ou alterá-la para que todos possam compreendê-la. Isso evita problemas e agiliza a produção.

 

Agora que você sabe o que é o método Kanban, que tal colocá-lo em prática? Ferramentas como Trello, são uma boa pedida para usar essa técnica, pois através dos cartões você gerencia toda sua rotina de trabalho. 

Para saber como vender mais planos de saúde, pode contar com a LeadMark. Oferecemos leads das principais operadoras do país pela internet. Clique aqui e saiba mais!

Comments

comments

Givanildo (Fundador da empresa LeadMark)

Sou Givanildo Albuquerque, Fundador da empresa LeadMark. Somos especializados em geração de leads de planos de saúde. Tenho paixão e conhecimento em todas as atividades de marketing de mídia social e otimização de mecanismos de pesquisa. Posso ajudar sua Corretora a chegar no topo das pesquisas do Google.